Voa, Maria – Empreendedorismo Feminino

Dificuldades com as finanças? Carolina Sandler, do site Finanças Femininas, explica como gerir o seu orçamento

Home  >>  Estrelas  >>  Dificuldades com as finanças? Carolina Sandler, do site Finanças Femininas, explica como gerir o seu orçamento

Dificuldades com as finanças? Carolina Sandler, do site Finanças Femininas, explica como gerir o seu orçamento

On Fevereiro 1, 2016, Posted by , In Estrelas, With No Comments

^FE57F8B941E735C3B81EEB2FA51FEEC2E20E38514D313F764F^pimgpsh_fullsize_distr

 

Jornalista com passagens em empresas de comunicação como a Agência Estado, seguida da Pelham Bell Pottinger Asia, em Singapura, e coautora dos livros “Finanças femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015) e “Dicas de mulheres que estão no comando de suas carreiras” (Leader, 2016), Carolina Ruhman Sandler abraçou o empreendedorismo e montou o site Finanças Femininas, em que dá dicas para mulheres que enfrentam dificuldades em administrar as próprias contas. E o sucesso é total.

 

Na entrevista abaixo Colina Sandler conta um pouco dessa aventura profissional e fala de como uma gestão financeira profissional é fundamental para garantir o sucesso de qualquer empreendimento.

 

Voa, Maria: Quando e onde nasceu o interesse pelas área de finanças?

 

Carolina Ruhman Sandler: Meu pai sempre trabalhou no mercado financeiro e fez questão de que eu entendesse sobre o seu trabalho e a economia do País. Sempre me deu livros e revistas para ler, indicou artigos e complementou minha formação desta forma. O interesse então nasceu de forma natural, e aproveitei para estudar na faculdade sobre micro e macroeconomia, assim como finanças e comércio exterior.

 

VM: Por que decidiu montar o Finanças Feminina?

 

Carolina: A inspiração surgiu no momento da explosão dos blogs femininos, mas todos com conteúdo com foco em consumo. Meu background é de repórter financeira e aproveitei minhas habilidades para criar o site. A visão era de que as mulheres ainda sentem dificuldades para lidar com suas finanças pessoais, apesar de todos os avanços no mercado de trabalho, e do fato de ser, em geral, a gestora do orçamento familiar no Brasil. A empresa foi criada com base em muita pesquisa de mercado e benchmarking, que me possibilitou encontrar o nicho do mercado relativamente inexplorado.

 

 

VM: Quando e por que decidiu fazer desta atividade o seu negócio?

 

Carolina: Quando percebi o potencial que o negócio tinha e me vi completamente apaixonada pelo projeto não tive escolha se não abrir mão do meu trabalho na época e me dedicar totalmente ao Finanças Femininas.

 

VM: Quais os principais desafios e dificuldades (pessoais e profissionais), que teve de superar em sua trajetória?

 

Carolina: O Finanças Femininas nasceu em um momento que se falava pouco sobre empoderamento feminino. Falar sobre dinheiro apenas para mulheres era considerado um nicho específico demais e atraímos pouca atenção das agências publicitárias neste primeiro momento. Na hora em que decidi abrir o Finanças Femininas, abri mão de todos os meus jobs de freelancer na época, pois sabia que o projeto exigira muito compromisso e dedicação.

 

VM: Investir em você mesma foi um ponto fundamental para dar viabilidade ao seu negócio? Por quê?

 

Carolina: Sim. Sempre fiz muitos cursos, li muito e fiz muito networking, pois é só desta forma que acredito que você consegue continuar a crescer, fazer novos contatos e se preparar para todos os desafios do seu dia a dia. Além disso, estudei e continuo estudando muito sobre gestão, marketing, estratégia e criação de novos produtos, através de cursos, workshops e leituras.

 

VM: Dentro do processo de gestão de uma empresa, quais pontos você considera fundamentais na construção de um negócio de sucesso?

 

Carolina: A gestão financeira permite saber a saúde do negócio. Reuniões periódicas de estratégia nos ajudam a definir objetivos e traçar as ações necessárias para atingi-los. E, por fim, um bom networking permite conhecer novas pessoas para estabelecer parcerias e criar novos projetos.

 

VM: Podemos dizer que a falta de controle nas finanças significa uma sentença de morte para um empreendimento, por mais viável que ele seja?

 

Carolina: Com certeza. Sem saber como está a saúde financeira do negócio, é impossível saber se é possível fazer um novo investimento, contratar pessoas e pensar em lucro e pro labore.

 

VM: Você consegue dimensionar o impacto do seu trabalho na vida de suas clientes e seguidoras?

 

Carolina: Sim. Temos muitas histórias de sucesso que as leitoras compartilham conosco e nossas matérias já foram lidas por mais de 3 milhões de mulheres.

 

VM: Quais dicas de finanças você daria para as mulheres que estão iniciando no empreendedorismo?

 

Carolina: Monte um plano de negócios. Não precisa ser super detalhado, mas você precisa saber o que vai precisar ter para colocar o negócio de pé (escritório? equipe? softwares?), quanto cobrar por cada produto, estudar seus concorrentes e entender o tamanho do mercado.

 

VM: Como as pessoas podem participar dos seus cursos?

 

Carolina: Hoje temos nossos cursos online. Para assistir, basta acessar http://cursos.uol.com.br/financas-femininas. Temos dois cursos à venda: “Vida Financeira Equilibrada”, para aprender os truques para organizar suas contas de uma vez por todas, e “Ganhe mais dinheiro”, com estratégias para complementar a sua renda. Os cursos são todos online e possuem duração de 60 a 90 minutos.

 

 

Deixe uma resposta

Ir para a barra de ferramentas