De R$ 50 a R$ 5.500 por mês: qual o segredo de Rhaiany Liborio?

Ao optar por empreender, todas nós, em algum momento, iremos passar por dificuldades financeiras. Talvez seja um pré-requisito para aprender a investir corretamente, já que muitos empreendedores de sucesso faliram ou foram pagar pendências em cartórios para continuar apostando naquilo que amam.

O segredo do sucesso é não se deixar abater pelos momentos de dificuldade. Foi assim que Rhaiany Liborio, de apenas 25 anos, transformou os únicos R$ 50 que tinha em casa em um negócio que lhe rende R$ 5.500 mensalmente.

Rhaiany trabalhava em casa, produzindo bolos de aniversário para vender na cidade em que morava, Piracicaba, no interior de São Paulo. Mas os calotes que levava não a permitiam ajudar a sustentar a casa. Até então, o marido ganhava apenas R$ 1.500 trabalhando com reciclagem de pneus.

No entanto, a situação ficou ainda mais complicada quando o marido foi impedido de trabalhar devido a problemas com a prefeitura. Assim, além de voltar para sua cidade natal, Serra, no Espírito Santo, Rhaiany decidiu investir na produção de bolo no pote, ideia que viu em um grupo no Facebook.

rhai

Em 17 de março do ano passado, ela então gastou os R$ 50 que tinha para comprar farinha, leite condensado e chocolate. As 20 unidades que fez foram logo vendidas pelo marido, que, de bicicleta, foi às ruas conquistar clientes. Deu certo, tanto que o capital que conseguiram foi logo reinvestido na produção de uma nova leva para vender à noite.

Mais do que vender nas ruas, a dupla investiu em parcerias. Lanchonetes revendem o produto e Élio, o marido, vai a uma escola no horário de entrada e saída dos alunos.

E mais do que garantir o sustento da família, o negócio rende ainda encomendas. Além dos 2.500 potes que produzem (eles conseguem vender até 200 potes em apenas um fim de semana), a Rhay Doces e Festas recebe ainda encomenda de 700 bolos da Estação Conhecimento (centro educacional da cidade) esporadicamente.

Do lucro, Rhaiany e o marido reinvestem parte do valor em eletrodomésticos para modernizar a cozinha, pois os bolos não podem ficar fora da geladeira. Mas o sucesso no negócio permitiu que eles pudessem ter mais qualidade de vida, pois podem passear mais com as filhas e também se permitem jantar fora vez ou outra.

A empreendedora e Élio, no entanto, não pensam em parar por aí. A dupla sonha em conquistar uma lanchonete e vender bolos na taça.

About Camila Silva

Jornalista especialista em contar histórias de superação. Feminista, sonha em criar um mundo mais igualitário e justo para as mulheres por meio da informação. Além do Voa, Maria, está à frente da Maria Comunica, agência de comunicação pautada por resultados e relacionamento.