Para sempre Cinderela: a trajetória de Mariana Penazzo, da Dress&Go

Quem nunca passou pelo drama de sentir (e dizer) que não tem roupa parar ir a determinada festa que atire a primeira pedra. No entanto, quem consegue investir em um novo vestido de grife a cada casamento, formatura ou evento social? O que nós, mulheres, precisávamos era de uma verdadeira fada madrinha.  E ganhamos não uma, mas duas fadas marinhas: Mariana Penazzo e Bárbara Diniz, criadoras do Dress&GO, startup de aluguel de vestidos assinados por grandes estilistas. Ao entender esta necessidade, as meninas do Dress&GO criaram não só uma solução, mas também um dos negócios mais promissores do País. Afinal, são mais de 2.000 vestidos alugados por mês.

Mas engana-se quem pensa que o trabalho de Mariana  e Bárbara foi fácil. Formada em Administração, Mariana consolidou sua carreira no mercado financeiro, porém diante dos desafios consequentes da fusão da companhia aérea em que trabalhava, ela então decidiu empreender. Sua primeira empreitada foi no segmento alimentício, em que trabalhou como chocolatier. “Foi a fase doce da minha vida, mas para crescer, eu teria de investir em máquinas para aumentar a produção, mas o que eu gostava era fazer o chocolate artesanalmente, de temperar o chocolate”, conta.

Mariana já conhecia Bárbara da faculdade e, quando percebeu que o ciclo do chocolate tinha se encerrado, a empreendedora ligou para a ex-colega de classe, para que juntas criassem um novo negócio. Mas investir em quê? Depois de dois meses de brainstorm, Mariana tinha um casamento para ir quando surgiu o estalo: por que não criar uma startup de aluguel de vestidos online assinados por grandes estilistas com serviço delivery?

Para começar o negócio, as empreendedoras alugaram um showroom de 45 metros em São Paulo, onde, além de atender pedidos por telefone e e-mail, ajudavam as clientes a vestir os modelos. “Empreender é inspiração, mas a gente brinca que é 10 vezes mais transpiração para fazer o negócio acontecer”, resume Mariana.

Depois de levar vários nãos, em junho de 2013 as empreendedoras conquistaram o primeiro investidor. “Que nos ajudou a nos estruturarmos”, acrescenta. Em seguida, a startup recebeu investimento da Kaszec Ventures, que elevou o negócio a outro patamar. “É aí que você se junta a pessoas que você admira”, continua.

O trabalho das empreendedoras paulistanas não é só glamour. Mais que fashion, o dia a dia da Dress&GO é majoritariamente operacional, a fim de conciliar as agendas dos vestidos, entrega, devolução e lavagem de cada peça. Tanto que, desde que lançaram a empresa, Mariana conta que não teve férias e respondeu pedidos até durante sua lua de mel. “Empreender é um trabalho muito intenso, é como um filho. Quem quiser investir, invista, mas saiba que o negócio exige muito esforço”, continua.

Outra dica que a Mariana dá às aspirantes ao próprio negócio é acreditar nas suas ideias. “Nunca tome como verdade aquilo que os outros te dizem. 95% das pessoas falavam que a Dress&GO não daria certo. ‘Mas já alugamos 10 vestidos’, eu respondia”.

 

Facebook Comments
Camila Silva

About Camila Silva

Jornalista especialista em contar histórias de superação. Feminista, sonha em criar um mundo mais igualitário e justo para as mulheres por meio da informação. Além do Voa, Maria, está à frente da Maria Comunica, agência de comunicação pautada por resultados e relacionamento.