5 passos para um feedback produtivo e saudável

Por Shirley Morelli

Em épocas de crise precisamos reforçar o conceito do feedback como forma de melhorar a produtividade dos nossos colaboradores e consequentemente alavancar as vendas, estimular a criatividade e melhorar todo o processo interno de produção de uma empresa, seja ela pequena ou grande.

Portanto, já temos um problema que é a crise e, se não prestarmos atenção para o nosso capital humano, teremos dois problemas.

Culturalmente entendemos como feedback aquela famosa reunião onde são apontados os erros, e muitas vezes é interpretado como uma reunião onde serão feitas críticas duras, ou lições de moral, queixas etc. E por esse motivo, muitos gestores não conseguem fornecê-lo de forma adequada ou simplesmente não o fornecem. Mas o meu objetivo aqui é desmistificar isso e tornar tudo mais simples e prático.

Na minha empresa aplico o feedback de uma forma que isso tenha um retorno positivo tanto para o negócio como para o nosso relacionamento. E tem dado certo!

O feedback deve ser usado como uma ferramenta de alinhamento de expectativas, ou seja, uma oportunidade que o gestor e seu colaborador tem de acertar os ponteiros e a partir daí uma nova chance para melhorar o que não estava dando certo.

Mas cuidado: um feedback feito na hora errada, com a cabeça quente ou não planejado pode piorar as coisas e colocar tudo a perder.

Por isso fiz uma lista com as cinco principais etapas e dicas para que seu feedback seja produtivo e saudável:

1 – Planejamento

Importante que o gestor tenha em mente tudo que vai falar e o que ele espera como resultado dessa reunião, como por exemplo um plano de ação.

Dica: Anote todos os eventos ocorridos para usar como exemplo prático, real. Relembre sobre seus pontos positivos e negativos e, em quais situações ele se destacou de forma satisfatória e as situações em que ele poderia ter agido de outra forma. A reunião precisa ter um começo, meio e fim produtivos, sem perder o foco.

Cuidado: Não se preparar com antecedência pode trazer uma conversa improdutiva, onde você poderá esquecer de fatos ocorridos e ir para o lado pessoal.

Jamais faça um feedback com a cabeça quente!

2 – Escolha do local e horários apropriados

Dica: Um local reservado livre de interrupções melhora o clima e deixa todos mais relaxados.

Cuidado: Não desligar o telefone e fazer outras atividades enquanto faz a reunião pode passar a impressão de descaso e certamente não conseguirá a atenção devida.

3 – A hora da reunião

Mantenha a calma, seja objetivo, use exemplos práticos e saiba ouvir!!

Dica: Seja respeitoso. Iniciar uma conversa com o real intuito de colaborar para o crescimento do outro é fundamental para o sucesso do feedback. O gestor precisa mostrar que está ali para ajudar e contribuir para seu crescimento.

Cuidado: Iniciar a reunião de forma agressiva ou pensando que é o dono da verdade só vai piorar a tensão. Lembre-se que sempre haverá dois lados e juntos (gestor e avaliado) podem até chegar em uma outra solução que talvez não era o que você tinha em mente.

Dica: Fale dos pontos negativos e positivos. Elogie primeiro, faça a crítica depois e finalize com um crédito de confiança demonstrando que você acredita que vai melhorar. O seu foco é o fato e não a pessoa, por isso lembre-se de usar exemplos reais.

Cuidado: Falar apenas pontos negativos ou exemplos genéricos, pode criar uma resistência muito grande de quem ouve e seu objetivo pode não ser alcançado.

4 – Deixe o avaliado à vontade para falar

Dica: Ouça com atenção, deixe o outro à vontade para se explicar, mostre-se calmo e um bom ouvinte. Nessas horas conseguimos informações valiosas sobre nosso próprio negócio que não era de nosso conhecimento. Pense nisso!

Cuidado: Retrucar o tempo todo o que o avaliado está dizendo, isso só torna a reunião mais tensa e um bate-boca desnecessário. Você é o gestor e não pode perder a razão, lembre-se: a reunião tem o propósito de melhorar e não piorar.

5 – Desfecho

Não adianta fazer uma reunião de feedback sem pensar nas consequências, uma boa reunião de feedback tem como desfecho um entendimento claro por parte do avaliado do que ele precisa fazer para melhorar.

Dica: Tenha em mente o plano de ação que deve ser seguido pelo avaliado, afinal você fez a reunião de feedback porque acredita no seu desempenho e no seu crescimento.

Shirley Morelli é empresária e consultora de negócios. O artigo dela foi originalmente publicado no LinkedIn Pulse e está disponível aqui.

Profile photo of Camila Silva

About Camila Silva

Jornalista especialista em contar histórias de superação. Feminista, sonha em criar um mundo mais igualitário e justo para as mulheres por meio da informação. Além do Voa, Maria, está à frente da Maria Comunica, agência de comunicação pautada por resultados e relacionamento.