Para Carol Chaim, empreender é legado para tornar a vida melhor

Carol Chaim sonha que sua empresa homônima seja reconhecida nacionalmente, além de ser referência no que faz e também em trabalhar menos e ganhar mais. Mas de nada vale adianta alcançar todos estes objetivos se o propósito dela não for cumprido: deixar o legado para o filho de que ele pode melhorar a vida das pessoas, independente do que ele faça. E no caso dela, isso significa desenvolver websites e todas as demais inteligências que possam aumentar a visibilidade de sites corporativos.

Publicitária e ex-baterista de uma banda de rock, Carol deixou a banda para priorizar a maternidade e a carreira de empresária, ideia, na verdade, que ela já tinha desde a faculdade. “Quando me formei, montei uma agência com três sócios, que durou três meses. Mas eu não gostava do formato, de como as coisas funcionavam. Trabalhava com o atendimento, mas percebi que havia uma demanda grande por sites. Aprendi a fazer e peguei esta função para mim também”, lembra ela.

Depois da tentativa frustrada de sociedade, ela então passou a trabalhar sozinha e também arranjou empregos e trabalhos freelancer em agências de publicidade, jornais e até chegou a cuidar da mídia digital de uma multinacional.

A fim de investir no relacionamento com o então namorado, que hoje é marido, Carol trocou Indaiatuba por Valinhos, ambas no interior paulista, e diante da impossibilidade de viajar a trabalho todos os dias, abraçou de vez o empreendedorismo. “Há cinco anos já trabalho por conta. Estou crescendo e hoje tenho mais qualidade de vida”, comemora.

Gestão financeira

Carol conta que sua principal dificuldade é também a de outras empreendedoras: a temida gestão financeira. “Dos muitos grupos que participo, vejo que muita gente tem dificuldade neste quesito, de saber cobrar o quanto realmente vale o seu negócio. Para mim, quero estruturar ainda mais a minha empresa para que ela não tenha cara de ‘aquela mocinha que faz site’”, adianta.

Assim, para conquistar novos projetos, ela investe em parcerias com várias agências de publicidade que, em geral, não têm o serviço de webdesign. “Hoje a maior dificuldade é ser uma pessoa só. Às vezes não conseguimos dar conta de tudo. Agora meu foco é sempre melhorar ainda mais a qualidade dos serviços para melhorar a qualidade dos clientes e dos pagamentos. Então, todo site que entrar na empresa vai ser focado em resultado.”

E é com esta estratégia que ela planeja ter mais tempo livre, não só para ir à academia três vezes por semana, mas principalmente para acompanhar o crescimento do filho. “Sempre quis ter meu próprio negócio para poder cuidar dele. Tenho uma pessoa que me ajuda para que eu possa trabalhar, mas gosto de estar presente”, finaliza.

Profile photo of Camila Silva

About Camila Silva

Jornalista especialista em contar histórias de superação. Feminista, sonha em criar um mundo mais igualitário e justo para as mulheres por meio da informação. Além do Voa, Maria, está à frente da Maria Comunica, agência de comunicação pautada por resultados e relacionamento.