Kátia Nascimento: “nós, mulheres, temos uma força interior que é só nossa”

Uma mulher lutadora, uma fênix que renasceu algumas vezes devido às diversas situações adversas que teve de enfrentar na vida. É assim que Kátia Nascimento, 42 anos, se descreve. Fonoaudióloga com pós-graduação em neurociências, metodologia e linguagem, a empreendedora de Juiz de Fora, Minas Gerais, não tem medo de se reinventar. E é por isso que, além de continuar se especializando, ela decidiu mudar de cidade e carreira há dois anos. “Sou meio leoa mesmo, principalmente no que tange à minha filha, que criei sozinha a vida inteira e muito da minha força vem dela. Na verdade, eu não me conheço lutadora sem ela. Engravidei na adolescência e fiquei sozinha. Tive de parar de estudar para criá-la”, conta.

Com a ajuda dos pais, Kátia começou a trabalhar como gerente em uma loja e investiu na faculdade de Fonoaudiologia. “Sempre dei muito sangue nas empresas que eu trabalhei. Se não fosse um lugar com disponibilidade, em que as pessoas me deixassem trabalhar, não seria feliz. Toda vez que me brecavam, sentia uma frustração muito grande. Então, percebi que só tendo a minha própria empresa é que eu conseguiria trabalhar.”

Novo começo

Depois de anos trabalhando no próprio consultório de fonoaudiologia, Kátia se separou e decidiu recomeçar a vida no Rio de Janeiro em 2014. “Larguei a fono e comecei minha vida empreendedora do zero. Hoje sou reconhecida como coach, as pessoas já me conhecem e os coachees gostam do meu trabalho”, comemora.

Porém, assim como todas as empreendedoras, Kátia também teve dificuldades para recomeçar seu negócio. “Adaptação, financeiro, fazer um planejamento e ele não sair da forma que você espera, parcerias e mão de obra. Agora minha principal dificuldade é a transição do offline para o online. Precisamos estar em todas as frentes e mídias, sempre nos atualizando, porque tudo muda o tempo todo”, observa.

Além de administrar casa e finanças, Kátia se divide ainda para atender seus coachees, dos quais 85% estão online. “Tenho dois grupos de mulheres, atendo um grupo de 150 coordenadores de campanha de um candidato a vereador e tenho oito coachees. Tenho ainda mais de 150 cases de sucesso, faço treinamentos e palestras e invisto na captação de clientes nas redes sociais e também pelo boca a boca”, acrescenta a neurocoach.

E os próximos passos, Kátia? “Meu sonho é ter uma escola de sonhos, onde a pessoa entre com o sonho e ela desenvolva todo o projeto. E ter um grande livro de repercussão”, conclui.

Profile photo of Camila Silva

About Camila Silva

Jornalista especialista em contar histórias de superação. Feminista, sonha em criar um mundo mais igualitário e justo para as mulheres por meio da informação. Além do Voa, Maria, está à frente da Maria Comunica, agência de comunicação pautada por resultados e relacionamento.