Voa, Maria – Empreendedorismo Feminino

Sete passos para tomar a vida em suas mãos

Home  >>  Colunistas  >>  Sete passos para tomar a vida em suas mãos

Sete passos para tomar a vida em suas mãos

On Agosto 30, 2016, Posted by , In Colunistas, With No Comments

Por Tania R Sanchess

Recentemente promovi um workshop focado no autoconhecimento, em definição de metas e objetivos e análise da imagem pessoal. Percebi o quanto é desafiador para algumas pessoas entenderem que sua vida é seu maior projeto e que o propósito macro de cada um de nós é viver esta vida o melhor que puder. É importante tomarmos nossas vidas em nossas mãos e entendermos que não é responsabilidade do outro nos fazer feliz e realizados. Em paralelo a isto, recentemente li um artigo da Master Coach Juliana Garcia que ia ao encontro do que escrevi acima, reforçando que precisamos nos libertar dos padrões alheios e começar a construir uma nova realidade, de nós conosco mesmo. Juntando as duas coisas, pontuo abaixo, 7 sugestões que acredito que podem lhe ajudar a dar o pontapé neste sentido e não vão doer segui-las:

  1. Desafie-se ir além: Eu traduzo com “ouse fazer e o poder lhe será dado”. Desculpas para deixarmos de fazer mudanças ou algo que vá revolucionar as bases temos aos montes. Adoramos deixar para depois uma iniciativa, um projeto, uma decisão por medo das “consequências” ou por medo de mexer na zona de conforto que é gostosa de ficar, mas nada cresce nela. É necessário tomar decisões se você quer resultados diferentes na sua vida. Continuar fazendo a mesma coisa esperando um resultado diferente é enganar-se constantemente. Então, que tal dar um passo de cada vez e mudar sua postura, fazer uma ação, mudar um comportamento? Se permita fazer algo diferente do habitual e saboreie o resultado.

  1. Cuide-se: Comece a cuidar mais de você, do seu corpo, da sua mente, da sua vida. Permita-se cuidar de um pedacinho por vez e veja como isto é revigorante. Pode ser melhorar sua alimentação, fazer uma massagem, cuidar das unhas, do cabelo, beber mais água, iniciar uma atividade física, investir tempo em hobbies, fazer um check-up. Invista em você e mantenha esta nova rotina pelo menos uma vez na semana. Sua vida agradece!

  1. Tenha um diário: Às vezes estamos nos afogando em sentimentos e emoções e não falamos para ninguém, não extravasamos de alguma forma. Então ou engolimos o “sapo” ou sufocamos este redemoinho dentro de nós e nosso corpo sofre com isto. Que tal escrever? Escrevendo você estará praticando a escrita terapêutica e colocará de uma maneira saudável suas emoções e sentimentos para fora. Escrevendo você vai perceber também as repetições de comportamento, as sabotagens e as armadilhas que se permite cair. É um processo de autoconhecimento muito eficaz!

  1. Busque apoio: Não somos super heróis e nem precisamos resolver e sofrer com tudo sozinhos. Boa parte da caminhada é individual, mas podemos e merecemos contar com apoio, tanto de pessoas companheiras e amigas como de profissionais um coach, um terapêuta, um acupunturista ou um profissional da área da saúde. Ambas buscas podem lhe orientar e ampliar sua percepção do que está acontecendo e ajudar no seu crescimento pessoal. Faça uma lista dos seus principais desafios e quem você pode buscar para lhe apoiar.

  1. Mude a estação de rádio interna: Nossa mente muitas vezes parece uma estação de rádio ligada o tempo todo, noticiando, cantando, dando notícias boas, notícias desagradáveis, tagarelando pensamentos. Decida trocar de estação quando notar que está dando espaço para pensamentos e crenças que não lhe fazem crescer. Medite, escreva, ouça músicas relaxantes, leia boas mensagens, bons livros, assista bons vídeos ou bons filmes, fale com boas pessoas. Estas ações vão trazer pensamentos e sentimentos positivos para sua mente.

  1. Desenvolva hábitos produtivos: Mudar hábitos é desafiador, porque andamos com o piloto automático ligado o tempo todo. Mas quando nos tornamos conscientes de hábitos que não nos agregam em nada, temos a capacidade de mudá-los. Agora pense: qual hábito novo renovaria suas energias para colocar sua vida em um novo ciclo? Escolha um e se proponha praticá-lo por pelo menos 21 dias consecutivos, sem pular um dia sequer. Segundo os orientais, este é o tempo que seu cérebro precisa para entender e incorporar o novo hábito em sua vida. Mas não pode falhar um dia! Aceite o desafio e veja os resultados.

  1. Faça uma coisa de cada vez: Não adianta querer abraçar o mundo de uma só vez e querer mudar tudo ao mesmo tempo. Além de não conseguir, você irá se frustrar e desistir de investir em si por se achar incompetente. Escolha um ponto inicial para mudar e siga daí. Dê o pontapé inicial e priorize por onde você vai começar. Daí é só ir fazendo um passo a passo, estipulando metas e acompanhando para ver se está conseguindo se aproximar do que deseja. Você vai perceber que as coisas vão se encaixando em um ciclo natural e tudo vai seguir seu curso.

As dicas estão aí e agora é com você! Escolha tomar a sua vida nas mãos e boa jornada.

Quer mais apoio para ir em frente e abrir um novo ciclo na sua vida? Conheça o Programa Vida Sustentável coordenado por mim, que tem como objetivo apoiar as pessoas que desejam ser líderes da própria vida a alcançarem resultados extraordinários. Para mais informações, entre em contato pelo e-mail taniarsanches@gmail.com .

Tania R Sanchess
Psicóloga & Coach Funcional

Treinadora Comportamental

Celular (11) 99468-4160

Skype: taniaregina38

www.taniarsanches.com

Facebook: http://www.facebook.com/taniarsanchespsicologa

 

Deixe uma resposta

Ir para a barra de ferramentas