Voa, Maria – Empreendedorismo Feminino

“Para é preciso ser resiliente”, defende Sueli Umbelino

Home  >>  Estrelas  >>  “Para é preciso ser resiliente”, defende Sueli Umbelino

“Para é preciso ser resiliente”, defende Sueli Umbelino

On Setembro 27, 2016, Posted by , In Estrelas, With No Comments

Você já pensou ter um negócio consolidado e perdê-lo a ponto de recomeçar tudo de novo? Foi o que aconteceu com a empreendedora Sueli Gotardo Umbelino, da Benny Artesanal e Markemis. No mercado há mais de 25 anos, em 2008 o prédio próprio da Markemis – indústria de torneiras e reparos – pegou fogo. “Quando estava bem estabilizada no mercado, tivemos um incêndio aqui no prédio e fui obrigada a começar do zero. Desde então comecei a me dedicar muito de lá para cá. Com perseverança, não tem como o negócio dar errado”, ensina.

Nascida em São Paulo, mas hoje moradora de Santo André, na Região Metropolitana, Sueli trabalhou nas áreas comercial e administrativa de empresas. Mas a maternidade fez com que ela se voltasse para outras possibilidades. “Acabei investindo em uma empresa familiar de reparo. Até então eu me aventurava com cosméticos para ajudar na renda da casa e também como um hobby. Tanto que continuo até hoje”, continua.

Sueli diz que dedica entre 70% e 80% do tempo à Markemis, mas que já está iniciando o processo de transação das atividades para as filhas. Assim, ela poderá se dedicar exclusivamente à Benny Artesanais, empresa de cosméticos que também tem há mais de 20 anos. “O que era um hobby me ajudou bastante. Com a Benny sempre paguei escola e faculdade das meninas, mas agora minha vontade é montar uma loja física.”

Referência no mercado

O último trimestre é o melhor momento do ano para as vendas da Benny Artesanal. Por ter clientes fidelizados há mais de 10 anos e também graças ao trabalho contínuo de mala direta, o número de pedidos aumenta até 60% neste período. “Também vendo bastante porque meus preços são acessíveis em comparação com outras empresas”, argumenta.

Porém, engana-se quem pensa que Sueli não se preocupa com a qualidade. Além de contar com uma farmacêutica, ela ressalta que toda a matéria-prima é importada. “Sempre fui muito cuidadosa com os produtos que vou usar. Tudo é feito com muito cuidado. Prefiro ter poucos produtos no mercado, mas todos com bastante qualidade. Testo todos os produtos antes de vendê-los”, conclui Sueli, que sonha em tornar a Benny uma marca nacionalmente famosa e respeitada.

Deixe uma resposta

Ir para a barra de ferramentas