Voa, Maria – Empreendedorismo Feminino

Mais que empreender, Patrícia de Jesus trabalha para promover negros no mercado corporativo

Home  >>  Estrelas  >>  Mais que empreender, Patrícia de Jesus trabalha para promover negros no mercado corporativo

Mais que empreender, Patrícia de Jesus trabalha para promover negros no mercado corporativo

On Fevereiro 22, 2017, Posted by , In Estrelas, With No Comments

De acordo com o Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia (IBGE), os negros (pretos e pardos) somam 53,6% da população brasileira. Porém, no mercado corporativo, a diversidade racional mais se assemelha a de um país nórdico. Apenas 4% dos executivos brasileiros são negros. Entre as mulheres, o quadro é ainda mais agravante: uma em cada 119 executivos é negra.

Patrícia Santos de Jesus está disposta a mudar esta realidade. Responsável pela seleção de uma grande emissora de TV, ela decidiu selecionar apenas profissionais afrodescendentes. Porém, foi surpreendida pela falta de candidatos nos processos seletivos que promovia.

A partir da sugestão de um amigo, ela criou em 2004 o Empregue Afro, consultoria de recursos humanos focada em diversidade étnico-racial. “A primeira coisa que pensei em fazer foi palestras para ensinar profissionais a elaborar m currículo e mostrar aos candidatos negros que há vagas”, lembra.

Conciliação

Capital foi um dos principais entraves para a empreendedora, que teve de investir em toda a empresa sozinha. “Não tive dinheiro de ninguém nem para fazer um cartão de visita.”

Por isso, Patrícia conta que “morria de medo” de largar o emprego fixo para dedicar-se exclusivamente ao Empregueafro. No entanto, sua iniciativa de promover palestras fizeram com que os clientes a encontrassem. “Uma empresa me achou no Orkut, pois queria contratar negros”, continua.

Apenas em 2012 ela tomou a decisão de só empreender, graças a uma proposta de contrato de prestação anual de serviços de um dos clientes. “Com o dinheiro do contrato, pago antecipadamente, tinha de sobreviver por um ano. Em seis meses o dinheiro acabou e tive de correr atrás de mais clientes.”

Hoje, além da consultoria, a Empregueafro também prepara candidatos negros para o mercado. “Meu sonho é atender as 500 maiores empresas do Brasil e mostrar que existem diversos talentos negros, além de mudar o panorama do empreendedorismo feminino”, finaliza Patrícia.

*Depoimento feito no painel Empreendedorismo feminino transforma a sociedade, realizada na Feira do Empreendedor 2017.

Deixe uma resposta

Ir para a barra de ferramentas