#10MilMarias Estrelas

#10MilMarias: Conheça a Kawis, a consultoria de Amanda Lima

Em outubro de 2016, Amanda Lima deu uma entrevista corajosa ao Voa, Maria. Afinal, admitir o fracasso em tempos de hedonismo e ostentação dominante nas redes sociais não é tarefa nada fácil. Ainda assim, ela contou como o investimento em uma loja colaborativa se transformou em uma dívida de cinco dígitos e também as dificuldades que enfrentou no segmento de self storage, majoritariamente masculino [leia a íntegra da matéria aqui].

Otimista, Amanda prova que são as experiências arbitrárias que nos fazem crescer. Ela, por exemplo, está consolidando sua consultoria comercial e desde outubro recebeu alguns prêmios, como a participação no Mulheres Seguras, da Liberty Seguros, e uma homenagem da Associação Comercial de Santo Amaro. Quer conhecer os bastidores de toda esta evolução? Confira a entrevista.

Voa, Maria: Como surgiu a ideia de criar a Kawis?

Amanda Lima: A ideia de criar uma consultoria surgiu da demanda gerada por indicações do meu trabalho como gestora comercial no setor de self storage e pela constante procura dos meus amigos, ex-colegas de trabalho e minha rede de contatos por auxílio, em alguns momentos informações sobre mídias sociais, em outros momentos vendas e outros assuntos relacionados à minha experiência em empresas privadas.

Voa, Maria: Na nossa última entrevista, você contou suas empreitadas sem sucesso [“Não fiz um planejamento adequado, estudo necessário para abrir o negócio e o custo financeiro para sustentar o negócio até que ele pudesse se pagar. Mas o maior problema que tive era não saber o que queria realmente fazer”]. Como estas experiências contribuíram na criação da sua consultoria?

Amanda Lima: Estas experiências me fizeram enxergar a necessidade de planejamento e de autoconhecimento. Em paralelo, busquei ajuda profissional para me desenvolver e entender exatamente o que quero fazer. Fiz um planejamento e busquei uma forma de financiar a retomada do meu negócio. Não é fácil, mas retornei ao mundo corporativo no final do ano passado para me reerguer financeiramente e focar na Kawis. Deixei este emprego dia 29 de março.

Voa, Maria: Quais são os diferenciais da Kawis?

Amanda Lima: O principal objetivo da Kawis é ser acessível. Utilizo técnicas que aprendi em cursos e especializações realizadas no último ano, mas adaptada a pequenos negócios, em que o empreendedor é responsável por tudo, da limpeza às negociações.

Voa, Maria: Quais resultados está colhendo? Quantos clientes têm?

Amanda Lima: A retomada da Kawis é recente, pois me dediquei de corpo e alma ao meu projeto social por um ano inteiro. Fiz uma pausa para me dedicar a Kawis. Futuramente vou retomar o Protagonismo [em 123]. Administrei a Kawis paralelamente ao Protagonismo, pois não sabia ao certo o que pretendia oferecer. Oficialmente a retomada da Kawis se deu no segundo semestre de 2017, meu primeiro cliente oficial da consultoria é de Fortaleza e foi fechado em janeiro, mas ainda é incipiente, não paga as contas e tem sido utilizado para reinvestimento.

Voa, Maria: Faça uma comparação do resultado atual da sua empresa em relação aos demais negócios que teve.

Amanda Lima: Em relação aos outros negócios que já fiz, a Kawis está equilibrada, está no azul, não tem dívidas e tem crescido de forma consistente. Tenho um cliente fixo e mais dois em negociação.

Voa, Maria: Hoje como está a sua atuação na Protagonismo em 123? Ter um negócio social ainda está nos seus planos?

Amanda Lima: O Protagonismo em 123 esta pausado no momento. A ideia é trazê-lo como um projeto dentro da Kawis a partir de 2019.

Voa, Maria: Como divulga o seu negócio e capta clientes?

Amanda Lima: A Kawis é divulgada através das redes sociais, site e investimento em Face Ads e Links Patrocinados do Google, além da minha rede de networking. A maior parte dos meus clientes até agora vieram de indicações.

Voa, Maria: Qual a importância dos grupos de Facebook na divulgação?

Amanda Lima: No momento até faço divulgação nos grupos e tenho sido indicada por amigos que conhecem meu trabalho. No entanto, o trabalho no grupo tem sido mais para refinar os processos e serviços que ofereço na consultoria. Tenho utilizado a rede como base para pesquisa e desenvolvimento.

Voa, Maria: Aliás, quais serviços a sua consultoria oferece?

Amanda Lima: Desenvolvimento empreendedor e marketing digital, é possível que pela demanda seja oferecido sites também, no entanto será terceirizado, pois o foco é o desenvolvimento do empreendedor. Meu trabalho se resume a analisar os gaps não só do negócio, mas do empreendedor também e auxiliá-lo a se desenvolver. Por isso me certifiquei e utilizo uma ferramenta de desenvolvimento empreendedor.

Voa, Maria: Fale sobre os prêmios, reconhecimentos e convites que ganhou e o porquê de cada um.

Amanda Lima: Participei de um projeto desenvolvido pelo Plano Feminino e a Liberty Seguros, chamado Mulheres Seguras. Na primeira etapa do concurso recebi uma mentoria da Viviane Duarte e depois  fui indicada como uma das 20 empreendedoras mais promissoras entre mais de 1000 candidatas. Em fevereiro de 2017 fui selecionada pela RAPS para participar do programa de desenvolvimento Empreendedor Cívico. Por causa do Protagonismo em 123, fui selecionada entre mais de 250 candidatos. Em julho do ano passado fui procurada pela Vivian, da Atena Haus (uma plataforma de cursos para mulheres empreendedoras) e desenvolvi um curso de vendas para iniciantes que foi disponibilizado pela Atena em agosto de 2017. Há um mês me inscrevi para o processo seletivo de mentoria promovido pela Aliança Empreendedora e o Assai Atacadista, fui selecionada e estou mentorando um casal empreendedor na zona norte de São Paulo desde 19 de março.

Voa, Maria: Além de empreender, de quais grupos você participa?

Amanda Lima: Participo da RAPS oficialmente como Empreendedora Cívica e no grupo formado por líderes mulheres da RAPS, participo do Núcleo da Fundação Estudar e do Grupo Mulheres do Brasil. Neste último não tenho participado ativamente por falta de tempo, mas pretendo retomar em abril.

Voa, Maria: E como concilia seu tempo para fazer tantas coisas?

Amanda Lima: No Protagonismo em 123 tenho me dedicado entre 1 a 2 horas por semana no máximo, mas indiquei no meu perfil no Linkedin que ele foi encerrado em dezembro, pois foi pausado mesmo para repensar a forma de atuação. Nos grupos tenho participado menos assiduamente desde que comecei a trabalhar cumprindo horário. No entanto, procuro me dedicar pelo menos uma hora por dia aos grupos dos quais participo. A verdade é muita dedicação e poucas horas de sono, trabalho aos sábados e domingos também. Não tem sido nada fácil, mas é muito gratificante, pois estou começando a colher os resultados da minha dedicação.

Voa, Maria: Quais dicas você dá para as mulheres que sonham em empreender ou estão repensando seus negócios?

Amanda Lima: Em primeiro lugar conhecer seus limites, saber exatamente o que está disposta a fazer para que seu negócio ande. Não existe receita de bolo para empreender.  O que dá certo para uns não dá para outros. Autoconhecimento é fundamental, pois não adianta atirar para todos os lados. Se você tem dúvidas, tem que parar para refletir mesmo, repensar o impacto que deseja, talvez até retornar para o mercado e trabalhar mais um pouco. Não tenha pressa. Se o seu foco é somente o dinheiro, o retorno financeiro, repense, pois o dinheiro é consequência. Sempre escutei isso e achava que era balela, falácia, mas não é. Tenho observado que os melhores e maiores empreendedores têm um propósito, seja revolucionar o mercado que atuam ou mesmo causar impacto positivo a partir dos seus produtos e serviços.

Voa, Maria: Qual é o seu sonho?

Amanda Lima: Pode parecer grandioso demais, mas pretendo mudar o Brasil através do meu trabalho. Acredito que o empreendedorismo seja um dos principais caminhos para o crescimento do Brasil. O empreendedorismo é um dos caminhos para inclusão. Meu maior sonho é que a Kawis seja uma das maiores empresas do país focada na inclusão e empoderamento econômico por meio do empreendedorismo.

Voa, Maria: Para você, empreender é…

Amanda Lima: Realização profissional,ver suas ideias se propagando. Ajudar pessoas a se desenvolver não tem preço. O desenvolvimento do projeto Protagonismo em 123 com o objetivo de empoderar os menos vistos fez com que eu me empoderasse e tivesse consciência da minha capacidade empreendedora e de que tenho conhecimento e capacidade de auxiliar outras pessoas a desenvolver seus negócios. Não enxergava que a falta de sucesso na primeira etapa da Kawis era vergonha de falar sobre minha empresa, sobre o que eu fazia. Depois que me conscientizei do meu valor, tudo mudou para melhor, é claro.

 

Saiba mais sobre a Amanda Lima e suas empresas:

Site da Kawis: https://www.kawis.com.br/

Facebook da Kawis: https://www.facebook.com/kawis.com.br/

Linkedin da Kawis: https://www.linkedin.com/company/16223882/

 

 

Siga nossas redes sociais
Facebook: www.fb.com/voamaria
Instagram: www.instagram.com/voamaria
Youtube: https://goo.gl/zbNeBt

LEAVE A RESPONSE

Jornalista especialista em contar histórias de superação. Feminista, sonha em criar um mundo mais igualitário e justo para as mulheres por meio da informação e do empoderamento econômico.