Estrelas

Convicção e excelência garantida: Franciele Souza mostra como escolher os próprios caminhos

“Quando não se sabe para onde vai, qualquer caminho serve” – já dizia o icônico gato, personagem de Alice no País das Maravilhas, obra infantil de Lewis Carroll. Esta máxima se enquadra bem à trajetória de Franciele Souza, coach de carreira e pessoal, que, ao contrário de Alice, sabia aonde queria chegar e o que queria viver. E a primeira grande mudança que aconteceu em sua vida foi a decisão de viver um grande amor.

“Tinha uma vida boa, mas, morando em uma cidade pequena e como filha de militar, uma coisa me faltava: a liberdade. Certa vez, em uma festa da cidade, conheci um rapaz que me despertou um interesse muito grande, tanto que, em pouco tempo, estávamos namorando”, conta a jovem.

Porém, o romance não teve aprovação do pai, que na verdade não queria ver a filha em um relacionamento com ninguém. Assim, o caminho escolhido por Franciele foi o de sair da aba dos pais, em Guararema, no interior de São Paulo, e trancar a faculdade rumo a Minas Gerais. “Após sete anos juntos, aquele rapaz se tornou meu marido e vivemos nossa vida em Juiz de Fora. Ele e meu pai são melhores amigos”.

Direcionamento profissional

Formada em Publicidade e Propaganda e pós-graduada em Comunicação e Marketing nas Mídias Digitais, Franciele conta que empreender foi a segunda decisão mais importante de sua vida. “Não aguentava ficar mais de um ano trabalhando no mesmo lugar. Sentia-me de saco cheio e sem propósito, mesmo com um trabalho bacana, como gerente de uma clínica odontológica.”

A jovem se sentia perdida na vida e, por isso, procurou uma coach de carreira. “Durante o processo fui apresentada a mim mesma. Desvendei muitos segredos e tomei as rédeas da minha vida. Apaixonei-me pela profissão e decidi que queria ser coach também”, lembra.

Excelência garantida

Franciele atende, em média, cinco clientes por mês e observa que, diante do atual estilo de vida em que a maioria das pessoas vivem, em um ritmo frenético, a procura pelo serviço de Coaching tem sido muito mais frequente.  “Na minha região, a concorrência é grande sim, mas entendo que o mercado tem espaço para todos que queiram fazer um bom trabalho”, conta a moradora de Juiz de Fora, cidade que soma pouco mais de 550 mil habitantes.

Para se sobressair, então, ela garante contratualmente a excelência do serviço. “Trabalho com uma cláusula que garante a devolução do dinheiro do cliente caso ele se comprometa com o processo e não atinja os objetivos. Até o momento, não precisei devolver o dinheiro de ninguém”, diverte-se.

Satisfeitos, os clientes indicam-na a amigos e familiares. Além disso, ela utiliza estratégias de marketing digital que aprendeu na pós para atrair novos clientes e manter a agenda de atendimentos cheia.

Dicas

Ter coragem para sair da zona de conforto, ao deixar um emprego estável, foi a primeira superação que Franciele teve de encarar para empreender. Agora, às demais empreendedoras, ela aconselha autoconhecimento. “Precisamos saber exatamente aonde queremos chegar.”

Por fim, aonde Franciele quer chegar? “Meu sonho é ser uma referência na minha região. Quero que as pessoas saibam da minha existência, conheçam o meu trabalho e confiem que eu realmente consiga ajudá-las a atingirem seus objetivos e mudarem suas vidas”, conclui.

LEAVE A RESPONSE

Jornalista especialista em contar histórias de superação. Feminista, sonha em criar um mundo mais igualitário e justo para as mulheres por meio da informação e do empoderamento econômico.