Voa, Maria – Empreendedorismo Feminino

Fernanda Prado: a planejadora de sonhos

Home  >>  Estrelas  >>  Fernanda Prado: a planejadora de sonhos

Fernanda Prado: a planejadora de sonhos

On Abril 5, 2016, Posted by , In Estrelas, With No Comments

Qual é o seu sonho? Qual é o valor dele? E quais mudanças você vai gerar até conquistá-lo? São estas as perguntas que a engenheira Fernanda Prado se especializou em orientar. “Mas mão apresento soluções para os clientes. Junto com eles vamos caminhar na melhor solução no contexto de cada um. É um trabalho contínuo de acompanhamento. Não existe certo ou errado”, define a planejadora financeira.

Nascida em Presidente Prudente, Fernanda se formou em 2006 e, depois de cursar mestrado e doutorado na área, percebeu que queria novos desafios e, por isso, prestou um concurso público. Aprovada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ela se mudou para Salvador, na Bahia, onde mora até hoje. “Descobri que minha atividade como engenheira não era tão motivante, não me estimulava, faltava alguma coisa para me satisfazer.”

Por interesse pessoal, Fernanda passou a estudar finanças, mas logo percebeu que sua necessidade de reaprender a lidar com o dinheiro não era uma exclusividade só sua. “As pessoas começaram a me procurar e pedir ajuda. Comecei [a orientação financeira] de maneira informal, sem custo nenhum. Ao passar o meu conhecimento, percebi a carência neste sentido e vi que dava para desenvolver uma carreira a partir dali”, continua.

Atualmente a empreendedora radicada na Bahia desenvolve duas atividades: planejadora financeira, para clientes de classe média alta, e coach financeira para os que não consegue atender como planejadora por limitação na renda. “A maioria dos clientes não é de Salvador. As reuniões são tranquilamente feitas por Skype ou hangout, temos uma plataforma própria para atender pessoas dentro e fora do Brasil”, conta.

Engana-se, no entanto, quem acredita que Fernanda oferece soluções rápidas e simples. Sua metodologia de trabalho envolve acompanhamento contínuo, que dura entre seis e nove meses. “Tenho uma cliente com R$ 400 mil em dívida. Para sair do cenário de devedora para o de investidora, não vai ser logo de imediato.”

Já para as Marias que querem organizar as finanças para consolidar seus negócios, Fernanda dá três dicas. A primeira e mais importante delas é saber separar as finanças pessoais das corporativas. “Se ela misturar finanças pessoais com as da empresa, se a vida pessoal vai mal, a empresa também afunda”, adverte.

Outro cuidado é adquirir o hábito de ter uma reserva financeira ou BPL (Base de Plena Liquidez), para usar a fim de solucionar imprevistos. “E ela deve ter ainda um orçamento estruturado, com gastos, metas, estimativas para saber o quanto precisa de fluxo de caixa para gerir a empresa”, conclui.

A planejadora chama atenção ainda para a importância de investir em educação financeira. “Existem vários estudos que mostram que funcionários endividados têm a produtividade reduzida e casais que se separam por problemas financeiros”, conta ela, ressaltando que as pessoas só passam a administrar melhor os ganhos quando estão motivadas a realizar sonhos, planejando-os para que saiam do papel.

Deixe uma resposta

Ir para a barra de ferramentas