Maria, você sabe o que é talento?

Por Vanessa Ribeiro

Uma das maiores dificuldade das mães que atendo é: ”Socorro, eu não sei quais são os meus talentos!”.

Então se este também é o seu problema, acredito que este artigo pode te ajudar.

Muitas pessoas confundem “talento” com “dom”. Então, primeiramente vamos aos conceitos de acordo com o dicionário Michaelis:

Talento, derivada do latim talentu,  significa:

1. Antigo peso e moeda dos gregos e romanos.

2. Grande e brilhante inteligência.

3. Agudeza de espírito, disposição natural ou qualidade superior.

4. Espírito ilustrado e inteligente; grande capacidade.

5. Pessoa possuidora de inteligência invulgar.

6. Força física; vigor.

Dom, derivada do latim donu, significa:

1. Dádiva, presente.

2. Merecimento, mérito.

3. Dote natural; talento, prenda, aptidão, faculdade, capacidade, habilidade especial para.

4. Bem que se goza, considerado como uma concessão da Providência.

Com isso entendemos que o talento pode (e deve) ser desenvolvido, enquanto que o dom é nato, nasce com a pessoa. E quando falamos de dom, não precisa ser nenhum grande diferencial como o dom da arte ou da música, mas você pode ter o dom de se comunicar, de ser empática, de vender, de cozinhar. Todos nós nascemos com algum dom, mas para se tornar um talento é preciso se desenvolver.

Como você acredita que renomados artistas e cientistas, como Leonardo Davinci, Albert Eistein, Gabrielle Bonheur Chanel alcançaram sucesso?

Mesmo que tenham nascido com algum dom especial, se eles não tivessem se desenvolvido, provavelmente hoje nem saberíamos seus nomes.

Diante disso, pode ser que estes grandes nomes tenham algum dom genético, mas para se tornar um talento tiveram que colocar em prática três atitudes essenciais: Persistência, Disciplina e Treino.

O exemplo mais prático disso são os atletas. Para que um atleta seja campeão, ele precisa muito mais do que paixão pelo esporte. Deveestar comprometido com o esporte, disciplinado com o treinamento e resiliente para superar as derrotas e persistir em busca do título.

A chave para tamanho comprometimento chama-se motivação. Fica difícil descobrir seus dons e desenvolver seus talentos se você não encontrar um motivo forte para isso e não se colocar em movimento.

Todos nós crescemos com características próprias e específicas, sejam hereditárias ou acumuladas e aprendidas ao longo do tempo. E é exatamente a junção destas aptidões que formam a nossa personalidade e nos abrem caminhos para compreendermos nossa própria vocação, aquilo que podemos fazer com qualidade e entregar valor para o mundo.

 

Para finalizar este artigo eu gostaria de compartilhar com você alguns ensinamentos da Parábola dos Talentos que está em “Mateus 25:14-30”.

“Pois é assim como um homem que, partindo para outro país, chamou os seus servos

e lhes entregou os seus bens: a um deu cinco talentos, a outro dois e a outro um,

a cada qual segundo a sua capacidade; e seguiu viagem. O que recebera cinco talentos,

foi imediatamente negociar com eles e ganhou outros cinco;

do mesmo modo o que recebera dois, ganhou outros dois. Mas o que tinha recebido um só,

foi-se e fez uma cova no chão e escondeu o dinheiro do seu senhor.

Depois de muito tempo voltou o senhor daqueles servos e ajustou contas com eles.

Chegando o que recebera cinco talentos, apresentou-lhe outros cinco, dizendo:

Senhor, entregaste-me cinco talentos; aqui estão outros cinco que ganhei.

Disse-lhe o seu senhor: Muito bem, servo bom e fiel, já que foste fiel no pouco,

confiar-te-ei o muito; entra no gozo do teu senhor.

Chegou também o que recebera dois talentos, e disse:

Senhor, entregaste-me dois talentos; aqui estão outros dois que ganhei.

Disse-lhe o seu senhor: Muito bem, servo bom e fiel, já que foste fiel no pouco,

confiar-te-ei o muito, entra no gozo do teu senhor.

Chegou por fim o que havia recebido um só talento, dizendo:

Senhor, eu soube que és um homem severo, ceifas onde não semeaste e recolhes onde

não joeiraste; e, atemorizado, fui esconder o teu talento na terra; aqui tens o que é teu.

Porém o seu senhor respondeu: Servo mau e preguiçoso, sabias que ceifo onde não semeei

e que recolho onde não joeirei? Devias, então, ter entregado o meu dinheiro aos banqueiros e,

vindo eu, teria recebido o que é meu com juros.

Tirai-lhe, pois, o talento e dai-o ao que tem os dez talentos; porque a todo o que tem,

dar-se-lhe-á, e terá em abundância; mas ao que não tem, até o que tem, ser-lhe-á tirado.

Ao servo inútil, porém, lançai-o nas trevas exteriores; ali haverá o choro e o ranger de dentes.”

 

Explicação da Parábola

Primeiramente lembre-se que Talento também significa um peso / moeda dos Grecos e Romanos. Naquela época talento era uma espécie de peça muito valiosa. Fazendo uma comparação com os dias de hoje um talento valeria em torno de R$ 60 mil.

Apesar de nesta parábola o talento mencionado ser de valor monetário, podemos interpretar que Jesus, Deus, Universo, ou o nome que você quiser dar, é o Senhor da parábola e que Ele nos dá muitas coisas valiosas (dons, capacidades, possibilidades, oportunidades, recursos, etc) para usarmos e multiplicarmos em nossa vida e com isso sermos úteis para o mundo.

Conseguimos extrair três lições muito valiosas com esta parábola:

– Deus nos dá talentos conforme a nossa capacidade

Os três homens ganham quantidades diferentes de talentos segundo as suas capacidades. Ele nunca nos dá uma cruz maior do que a podemos carregar e nem recursos maiores do que a nossa capacidade de prosperar. O interessante é que ninguém recebeu pouco, isso significa que tudo o que Ele nos dá é valioso.

– Deus deseja que multipliquemos os talentos que nos dá

No acerto de contas vemos que aquele senhor se alegra com os servos que multiplicaram o talento que receberam, sem distinção. Mesmo o que recebeu apenas um talento, recebeu algo precioso e de muito valor e podia fazer esse talento frutificar!

– Deus nos cobrará pelo que fizermos com os talentos

Todos os três homens que receberam talentos foram cobrados pelo que fizeram com eles. O último, teve medo de arriscar e perder e escondeu o talento. E pela falta de atitude o Senhor foi severo com ele tirando dele aquele talento.

Existem diversas pessoas que possuem dons para determinadas atividades, mas não desenvolvem. E aí eu te pergunto, do que adianta um dom, se você não retorna para o Universo o bom uso deste dom? Diante disso identifique seus talentos, diga good bye para o medo e coloque-se em movimento.

Profile photo of Camila Silva

About Camila Silva

Jornalista especialista em contar histórias de superação. Feminista, sonha em criar um mundo mais igualitário e justo para as mulheres por meio da informação. Além do Voa, Maria, está à frente da Maria Comunica, agência de comunicação pautada por resultados e relacionamento.