Uncategorized

Joanna Gonçalves: A Versh Consultoria e a coragem de recomeçar

Muitos cases de empreendedorismo exaltam o sucesso repentinos de empresas, passando a falsa impressão de que a fórmula do sucesso se resume a uma linha reta, que começa no trabalho árduo e termina em uma lucratividade vertiginosa.

Mas o empreendedorismo real é composto de vários fatores, que se desenhados mais se assemelham a um grande emaranhado. Entre eles estão a resiliência, a coragem de mudar e a humildade em reconhecer que outros caminhos podem gerar mais resultados. Joanna Gonçalves exemplifica muito bem esta somatória de qualidades ao se reinventar.

Há dois anos, ela contou pela primeira vez sua história ao Voa, Maria. Depois de atuar em grandes companhias como auditora e também de viver no exótico Azerbaijão, a empreendedora paulistana apostou na Baki Estética, empresa que impulsionava por meio de parcerias e divulgações nas redes sociais. “Mas percebi que o que eu gostava mesmo de fazer a cuidar de pessoas, não necessariamente na estética, mas em tudo o que eu faço”, comenta Joanna.

Foi assim que, há pouco mais de um ano, ela mudou seu foco. Criou coragem, vendeu a Baki e decidiu recomeçar fazendo aquilo que ela faz de melhor: auditar. Nasce então a Versh Consultoria, empresa que tem como foco grandes clientes. “O conceito é ser uma empresa boutique”, conta a empreendedora.

Mas engana-se quem pensa que ter tanta experiência no universo das grandes corporações extingue aos desafios quando uma empreendedora transforma a expertise em negócio. Enquanto na Baki Joanna tinha o desafio de atrair constantemente clientes para lotar a agenda de atendimentos, na Versh os esforços são totalmente dedicados à valorização dos serviços. “Consultoria e auditoria ainda são áreas bastante desconhecidas. O grande segredo do sucesso para atrair novos clientes é explicar todo o trabalho que será feito e como eu agrego valor à empresa”, revela.

 

LEAVE A RESPONSE

Jornalista especialista em contar histórias de superação. Feminista, sonha em criar um mundo mais igualitário e justo para as mulheres por meio da informação e do empoderamento econômico.